quinta-feira, 20 de junho de 2024 - 20/06/2024 00:34:35
Viagem e Cura

Sobre mim – Luana Lôpo

Vale do Capão

Sou Luana Lôpo, uma baiana de 30 anos, portadora da síndrome fibromialgia e exploradora do mundo (sozinha ou acompanhada)! Já pude viver experiências incríveis em 19 países e em 14 estados brasileiros e quero compartilhá-las com vocês!

Sou formada em Direito e concursada, mas o que me move e desperta verdadeiramente a minha paixão é o turismo.

Mas falar em turismo e não falar em direito é deixar uma grande parte da minha história de fora. Eu fui concurseira por muitos anos da minha vida e foi justamente durante as viagens para fazer concurso que eu desenvolvi minhas técnicas para viajar barato, viajar com milhas, aproveitar o máximo do lugar com pouco dinheiro. Tenho lembranças incríveis de cada uma dessas viagens.

Sei que muita gente vai ficar curiosa, então vou fazer um breve resuminho sobre o que é fibromialgia.

Fibromialgia é uma doença crônica que acomete aproximadamente 5% da população mundial, em sua maioria esmagadora mulheres, que basicamente age no sistema nervoso central desregulando as sinapses nervosas.

Mas na prática, o que eu sinto? Dor crônica generalizada, fadiga extrema (aquela sensação de ser atropelado por um caminhão e sair rolando ladeira abaixo).

Como a síndrome age no sistema nervoso central, desregula o nível hormonal, e causa também depressão e transtornos de ansiedade.

É uma doença que carrega diversos estigmas sociais, por não ter sintomas visíveis, os pacientes muitas vezes são taxados como chatos, preguiçosos, frescos, hipocondríacos.

É difícil mensurar e ter empatia pela dor do outro quando não estamos vivenciando aquilo. Somado a isso, o fibromialgico cria mecanismos para conviver com a dor, bem como escondê-la, não demonstrando a real face da sombra que lhe acompanha. Muita gente me questiona “É impossível você sentir tanta dor assim, você vive viajando, sorrindo, etc”

Então, porque viagem faz parte da minha cura mesmo? Porque eu sou completamente apaixonada por viagens e com isso ao planejar, viver aquela experiência, meus níveis de serotonina e dopamina aumentam intensamente, diminuindo os sintomas da depressão e da dor crônica.

Eu resolvi compartilhar algo tão pessoal aqui por alguns motivos :

  • Você que sente dores crônicas (mais de 3 meses, todos os dias, sem cessar) aparentemente sem motivo não está sozinhx. Procure orientação médica. Qual médico procurar? Um reumatologista.
  • Quem vê fotos lindas e cenários paradisíacos aqui não sabe as lutas da vida real enfrentadas. Acreditam que os outros tem uma vida perfeita e não tem problemas. A real, é que cada qual carrega suas dores, elas só não são compartilhadas.
  • Depressão e ansiedade são problemas reais e devem ser enfrentados. Não, não é só você que tá ai do outro lado que está se sentindo assim. As vezes é até difícil reconhecer que precisamos de ajuda, mas ela é fundamental para o caminho de melhora. Psicólogos e psiquiatras NÃO são médicos de maluco, são profissionais da saúde que podem sim te ajudar. Procure ajuda, não esteja só nessa batalha!
  • Se você sempre imaginou ser impossível viajar sozinha enfrentando alguma batalha pessoal, eu venho te dizer que é possível SIM!
  • Acreditam que os outros tem uma vida perfeita e não tem problemas. A real, é que cada qual carrega suas dores, elas só não são compartilhadas.
  • Depressão e ansiedade são problemas reais e devem ser enfrentados. Não, não é só você que tá ai do outro lado que está se sentindo assim. As vezes é até difícil reconhecer que precisamos de ajuda, mas ela é fundamental para o caminho de melhora. Psicólogos e psiquiatras NÃO são médicos de maluco, são profissionais da saúde que podem sim te ajudar. Procure ajuda, não esteja só nessa batalha!
  • Se você sempre imaginou ser impossível viajar sozinha enfrentando alguma batalha pessoal, eu venho te dizer que é possível SIM!

Redatores do Viagem e Cura

Mari Abrahão

Olá, eu sou a Mariana Abrahão, tenho 34 anos, nasci e cresci no Rio de Janeiro. Mas logo na adolescência descobri meu fascínio pelas viagens.

Sou alguém apaixonada pelo autoconhecimento, e acredito que viajar pode ser uma excelente ferramenta nesta jornada. 

Desbravar diferentes locais nos possibilita entrar em contato com culturas distintas, construir novos relacionamentos e em meio a tudo isso, nos reconhecermos.

Iniciei meu caminho na estrada com um intercâmbio em Portugal, e a partir dali passei por diferentes países da Europa. Inclusive, morei e trabalhei por um curto período na Finlândia.  

Da mesma forma, conheci alguns destinos da América do Sul e do Norte, e mais recentemente retornei ao Brasil depois de 3 anos de estudos na India.

Sigo uma vida de yoga há mais de uma década, me tornei instrutora, e estudiosa de yoga, meditação e vedanta. 

Viajar, definitivamente, pode nos tornar seres humanos melhores. Gostaria de compartilhar por meio das minhas experiência o quanto é valioso estar, não só com os pés, mas com todo o coração na estrada

1

Pode ser do seu interesse

Praia de Pipa Rio Grande do Norte

Praia de Pipa Rio Grande do Norte

Quanto custa viajar para Paris

Quanto custa viajar para Paris

Frases sobre viajar sozinha

Frases sobre viajar sozinha

Hotéis em Lisboa Portugal

Hotéis em Lisboa Portugal

Mirantes em São Paulo: 10 lugares incríveis!

Mirantes em São Paulo: 10 lugares incríveis!

O que fazer no Pelourinho

O que fazer no Pelourinho