Comece a planejar sua viagem agora com descontos imperdíveis

HOTÉIS

Lagoa da Pampulha

Pontos turísticos de Belo Horizonte

Hotéis

Planejar uma viagem é sempre algo muito gostoso, uma vez que você fica fascinado com tantas oportunidades de vivenciar coisas novas. No entanto, por mais que seja uma sensação incrível, não há como negar que dá bastante trabalho.

Afinal de contas, são várias coisas que você deve considerar, como hospedagem, como vai fazer para chegar no destino, quais serão as formas de locomoção na cidade e, claro, quais são os melhores pontos turísticos.

E, se tratando de Belo Horizonte, essa é uma questão ainda mais difícil, uma vez que o local tem muita coisa a oferecer. Então, para facilitar na sua escolha, no artigo de hoje iremos falar sobre os principais pontos turísticos Belo Horizonte.

Sendo assim, se você quer ficar por dentro de todo esse assunto, bem como saber quais pontos turísticos em Belo Horizonte não podem ficar de fora do seu roteiro, é só continuar sua leitura nos próximos parágrafos.

Sem dúvidas Minas Gerais é um destino incrível para uma viagem a dois. Quer saber mais sobre as cidades em MG para os casais apaixonados? Leia o post 7 Cidades românticas em Minas Gerais.

Melhores pontos turísticos Belo Horizonte

A verdade é que BH possui muitas regiões turísticas interessantes, sendo que cada uma delas detém suas particularidades. Por isso, é uma experiência incrível e um mix de sensações que nos acomete a cada lugar que conhecemos.

Enquanto a Pampulha nos reserva o estádio do Mineirão, o Centro tem o tão conhecido Mercado Central. Já na região das Mangabeiras, está a Praça do Papa. São extremos que nos deixam com aquela sensação de “quero mais”.

Mas, para facilitar um pouco mais seu trabalho na hora de fazer o seu itinerário, abaixo reunimos os melhores pontos turísticos Belo Horizonte. Confira!

Lagoa da Pampulha

o que fazer em Belo Horizonte
Lagoa da Pampulha, Belo Horizonte, Brasil

Por mais que você nunca tenha ido para a capital de Minas Gerais, é bem provável que já tenha ouvido falar da região da Pampulha. Afinal de contas, é lá que fica dois dos mais famosos estádios de futebol, que se tornaram memoráveis devido à copa de 2014.

Mas, em relação à lagoa em si, ela fica aberta ao público 24h por dia, a qual detém cerca de 18 km. À beira da lagoa, é possível encontrar uma das mais fantásticas obras de Oscar Niemeyer: Igreja de São Francisco de Assis.

A igreja possui obras esplendorosas, tanto no lado externo quanto interno. É lá que se encontra a “Via Sacra”, de Cândido Portinari. O grande destaque, a lagoa artificial, foi construída nos anos 40 onde até hoje as pessoas passeiam e praticam exercícios no local.

O Museu de Arte da Pampulha (MAP) também fica por lá, o qual reserva um grande acervo artístico de grandes pintores nacionais e internacionais.

Casa do Baile

A Casa do Baile também está situada na orla da Lagoa e, só pelo seu visual externo, a visita já vale a pena. Afinal de contas, estamos falando de uma outra obra prima do arquiteto Oscar Niemeyer, além dos jardins de Burle Marx. Tudo isso em junção com o mar!

Ou seja, é uma vista que merece ser apreciada. O seu interior não é tão extenso, mas só a experiência de conhecer já vale muito a pena.

Casa Kubitschek

o que fazer em bh

Também na orla da Lagoa da Pampulha, não podemos deixar de falar Casa Kubitschek. Como o nome dá a entender, é uma espécie de casa que reúne todos os elementos de importância que fizeram parte da história do ex-presidente.

Além disso, é válido salientar que a casa serviu de moradia para JK na época em que ele foi prefeito de Belo Horizonte. A construção também teve como arquiteto Oscar Niemeyer, o qual decidiu apostar num telhado de formato, no mínimo, curioso.

Você quer tanto viajar que literalmente sonha com viagem?! Descubra O que significa sonhar com viagem

 

Parque das Mangabeiras

O parque fica na zona sul de BH, o qual possui cerca de 2.300 km inteiramente verdes. No local, ainda é possível encontrar várias espécies de animais, quadra de tênis e poliesportiva, pista de skate, nascentes de rios e uma maravilhosa vista.

E tudo isso a uma altitude de mil metros! No entanto, para poder visitar o local, é preciso apresentar sua comprovação de vacina contra febre amarela, a qual deve ter sido aplicada a pelo menos 10 dias antes da visita. Além disso, claro, deve apresentar seu documento com foto.

Praça do Papa

A Praça Israel Pinheiro, mais conhecida como a Praça do Papa, é um daqueles locais que você não pode deixar de ir visitar ao ir à cidade. E isso independente se você é uma pessoa religiosa ou não, haja vista que o visual em si é muito bonito.

Como o local fica bem no alto, acaba que se torna possível apreciar uma vista magnífica. Além de muito verde, há um imenso lago que fica ao redor. Mas por que o nome “Praça do Papa”? Qual o motivo de popularmente as pessoas se referirem desse jeito?

Porque foi lá que o Papa João Paulo II rezou a emblemática missa a céu aberto, em 1980. De acordo com a lenda, ao observar tamanha beleza da natureza, o pontífice declarou “que belo horizonte”.

Você vai viajar pelo Brasil? Que tal conhecer bem o estado de Minas Gerais?! Não deixe de ler o post sobre O que fazer em Ouro Preto.

Jardim Botânico

Se você gosta de estar próximo de natureza preservada, esse é outro ponto turísticos Belo Horizonte que não pode ficar longe da sua lista. Se você já foi do Jardim Botânico de SP, saiba que ele é ainda mais bem cuidado, além de deter mais opções.

Lá, você pode ir nas estufas temáticas das vegetações brasileiras, como a da Mata Atlântica, uma experiência maravilhosa. Além disso, é um ótimo local para fazer um piquenique com a família, amigos ou namorado.

Fora isso, o jardim reúne mais de 3.500 espécies de plantas, árvores e flores. O mais legal é que, caso você queira, é possível comprar um muda na loja e levar para sua casa. Assim, a recordação do local sempre vai ficar com você.

Praça da Liberdade

Belo horizonte o que fazer
Praça da liberdade, Belo Horizonte.

Quer ter a sensação de estar no jardim do Palácio de Versalhes? Com certeza esse será o seu primeiro sentimento ao adentrar nessa praça. Afinal de contas, a magnífica fonte e o paisagismo das áreas verdes remete muito ao local.

No entanto, a praça possui várias opções de passeio, como o museu do metal, o planetário e a casa Fiat de cultura, por exemplo. Ademais, a região da praça ainda tem vários outros museus ao redor, os quais você pode visitar sem pressa.

E como lá o deslocamento de um local para outro é bem simples, fazer um roteiro cultural pela região é uma ótima forma de aprender a ainda ter momentos incríveis. Na praça da liberdade você ainda pode aproveitar e ir:

  • Museu das Minas e do Metal: trata-se de um prédio cor de rosa, o qual preserva a história da mineração do local, muito importante para o estado;
  • Centro Cultural Banco do Brasil: possui algumas apresentações, como teatro e shows musicais, ambos pagos. Mas há uma exposição gratuita da casa;
  • Espaço do conhecimento UFMG: se você vai viajar com crianças, a dica é ir nesse espaço, haja vista que o museu fala sobre a evolução do homem e sua relação com o nosso planeta.

Mercado Central

Não tem como ir para Minas sem fazer um estoque de queijos, não é mesmo? O mercado tem uma variedade bem grande de lojas, além de algumas opções para comer e diversos botecos. É uma oportunidade e tanto para trazer a gastronomia local para sua casa.

Mas fique atento em relação ao horário de funcionamento, que é de segunda a sábado, das 07h00 às 18h00. Aos domingos, o horário é das 07h00 às 13h00.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Olá! Eu sou a Luana Lopo, sou uma baiana completamente apaixonada por viagens.

    Compartilho nas minhas redes sociais (@viagemecura) e aqui no blog minhas experiências de viagem ao redor do mundo, incentivando outras pessoas realizarem a viagem dos sonhos. Compartilho ainda o meu dia a dia e o meu lifestyle.

    Leia mais

  • Reserve pelo TripAdvisor

  • FLIXBUS

  • Baixe o ebook gratuito Viajando Sozinha

    capa de um ebook sobre viajar sozinha, foto de uma mulher de costas em uma cachoeira em tons terrosos e título do livro em cores também terrosas
  • Booking.com