Praia de Moreré

Slow Travel: nova forma de viajar pós pandemia

Viajar é uma forma de relaxar e melhorar seu bem-estar, mas nem todas as viagens são criadas da mesma forma. Em particular, a noção de Slow Travel é uma forma de descobrir melhor o mundo e aproveitar uma viagem com experiência. 

Slow travel é uma forma de viajar que se opõe ao ritmo frenético do mundo moderno. Visitar enquanto relaxa é a ideia de viajar devagar. O bem-estar, na verdade, envolve desacelerar os ritmos frenéticos de nossas vidas urbanas.

Além disso, um estudo de 2014 da Cornell University mostrou que uma experiência (como uma viagem), e mesmo sua preparação por si só, pode aumentar significativamente o bem-estar de uma pessoa, muito mais do que a compra de bens materiais.

 No entanto, uma viagem também pode ser estressante, então aqui estão algumas dicas para transformar sua próxima viagem em uma experiência mais autêntica e, o mais importante, uma que contribua para sua saúde e bem-estar, afinal aqui sempre buscamos por Viagem e Cura.

Você sonha em viajar, mas tem medo? Leia também o post O que te impede de realizar seus sonhos e descubra como vencer seus medos.

Por que começar a viajar adotando o Slow Travel?  

onde ficar no vale do capao
Viajando devagar (Slow Travel) no Vale do Capão, Bahia.

As viagens tornaram-se parte integrante da vida de muitas pessoas, especialmente porque o progresso técnico as tornou muito mais acessíveis. 

Eu li recentemente um artigo que falava que muitas pessoas eram mais propensas a viajar para um determinado lugar se pensassem que isso resultaria em um aumento no número de seguidores nas redes sociais.

Viajar, portanto, para muitos se tornou uma necessidade de ostentação muito mais do que prazer.  Para alguns, talvez viajar seja uma forma de seguir tendências e se tornar mais popular nas redes sociais, através de belas fotos produzidas e dancinhas da moda nos destinos instagramáveis. É o famoso check em uma lista competitiva de quantos países você já conheceu.

Infelizmente, os que pensam dessa forma deixarão de apreciar diversas uma infinidade de coisas deliciosas que as viagens nos proporcionam e que só podem ser consumidas e digeridas de forma lenta..

Então, talvez seja hora de dar um passo para trás e pensar sobre porque você quer viajar. O que você espera de suas viagens? Uma viagem rápida para ver “tudo o que há para ver”, mudando de local a cada 2 ou 3 dias? 

Se isso não te interessa, se quer uma experiência mais autêntica, com tempo para conhecer os lugares, pessoas e culturas que vai encontrar nas suas viagens, talvez seja a hora de ir devagar e abraçar o Slow Travel!

Minhas últimas viagens estão cada vez mais lentas, adotando o Slow Travel, estou retornando cada vez mais a lugares que eu já conhecia para apreciar e poder me conectar verdadeiramente com o local.

Além disso, a pandemia do COVID 19 nos deu uma nova perspectiva sobre as viagens. Se não podíamos viajar para o exterior, começamos a explorar o nosso próprio país, a nossa própria região e a nossa própria cidade – Staycation. Nosso ritmo se tornou mais lento, procuramos lugares isolados e com contato com a natureza.

A Revista PANROTAS, em sua edição 1.479, avaliou o impacto da pandemia no Brasil e no mundo e descobriu que o turismo doméstico representou 94% da receita do setor de turismo no Brasil durante o ano de 2020. Ou seja, com a pandemia começamos a mudar coletivamente a nossa forma de enxergar o turismo.

Quer saber algumas maneiras que podem ajudar a tornar suas viagens mais significativas?! Leia também o post Como ter uma experiência de viagem única.

O que é o Slow Travel?

viajar sozinha solteira
Parque Nacional Peneda-Gerês: um tesouro português escondido

Slow travel é uma forma de viajar que enfatiza a conexão com as pessoas, culturas, comida e música locais. Ir caminhar. Conhecer. Experiência. Aprender. Experimente o destino no seu próprio ritmo! 

Da mesma forma que a revolução Slow Food criou uma antítese convincente para o florescente negócio de Fast Food, o Slow Travel incentiva as pessoas a resistirem às viagens “rápidas”, o hábito frustrante e frequente de passar em alta velocidade por todos os pontos de referência mais conhecidos de uma cidade em 24 ou 48 horas – depois partindo novamente, indo de encontro ao  turismo de massa e ao overtourism. 

Como mudar os hábitos e começar a adotar o estilo de viagem Slow Travel?

Descontraia como um habitante local, passando dias tranquilos a vaguear fora dos caminhos conhecidos … por exemplo … – Visite locais famosos e monumentos importantes com um guia local ou descubra-os ao seu próprio ritmo, como e quando desejar;

Observe a vida local enquanto desfruta do ambiente de um terraço ou participe de uma aula de culinária, aprenda a pintar ou pescar especialidades locais;

Durma bem e aproveite suas noites;

Refresque-se na piscina ou faça uma aula de ioga, faça rafting ou desfrute do pôr-do-sol connosco num local especial.

Isso não o isenta de ter um bom seguro para sua viagem antes de partir, para estar bem coberto em caso de algum problema. 

A ideia é dar um passo para trás em sua lista de afazeres e suas telas, e simplesmente abraçar o que a viagem tem a oferecer. E para aproveitar ao máximo, em plena consciência. Portanto, não é apenas uma forma de viajar, é um estado de espírito.

Muitos viajantes gostam de usar a expressão “viajar de forma diferente” para transmitir que é impossível ver ou fazer tudo em uma cidade em um curto período de tempo. 

Você está planejando fazer uma viajar sozinha?! Leia também o Guia completo para te ajudar a planejar a sua viagem solo!

Não há nada de errado em salvar determinados pontos turísticos para uma visita futura. Quando você visita um museu, não precisa visitar todas as alas ou exposições – você sempre pode voltar. 

Lembro que antes de uma viagem minha à Itália me deram um conselho: vá com calma, a Itália está lá há mais de 2mil anos, você poderá voltar quantas vezes quiser para explorar tudo com calma. 

E assim eu passei 14 dias na Itália conhecendo apenas 3 cidades, sendo 7 dias dedicados inteiramente à Roma. Mas não consegui visitar nem metade do que Roma tem para oferecer, sendo um destino almejado nas próximas viagens. 

Exemplos de destinos muito procurados por viajantes do Slow Travel

Itália

viajar lento
Itália

Além de metrópoles turísticas como Roma e Milão, a Itália é o lar de uma série de destinos ideais para férias de bem-estar. O clima ameno mediterrâneo da Toscana, por exemplo, convida os visitantes a relaxar em meio a suas paisagens deslumbrantes.

Bali

novo normal
Bali

O ambiente sereno e exuberante de Bali oferece aos viajantes do bem-estar muitas oportunidades de rejuvenescimento, tanto física quanto espiritualmente. Pequeno em tamanho, Bali deve seu apelo de bem-estar à sua rica textura cultural que varia de templos hindus e restaurantes de classe mundial a vulcões e praias.

Costa Rica

viajar sozinha
Costa Rica

O que faz a Costa Rica atrair tantos turistas? Talvez sejam as praias de água quente com ondas o ano todo, ou talvez as fontes termais e vulcões únicos. Talvez seja a opção de praticar tirolesa ou passear no dossel da selva. Seja qual for o motivo, tudo isso contribui para a saúde e o bem-estar.

Nova Zelândia

viajando lento
Nova Zelândia

Embora a enorme popularidade dos filmes “Hobbit” e “O Senhor dos Anéis” certamente tenha impulsionado o turismo na Nova Zelândia, as diversas paisagens do país apresentam muitas outras atrações, como praias, florestas e fiordes notáveis.

Tailândia

viajando devagar
Tailândia

Com seus templos ornamentados, praias douradas e culinária deliciosa e fresca, a Tailândia tem muito a oferecer aos visitantes. As atividades ao ar livre na Tailândia variam de caiaque e rafting à observação da vida selvagem em uma caminhada tropical. Mas umas verdadeiras férias de bem-estar não seriam completas sem se entregar a alguns dos tratamentos de spa exclusivos da Tailândia …

Então? Pronto para combinar Viagem e Cura? Não é esse o verdadeiro motivo para viajar e em busca da felicidade? Sim, é possível ter uma nova forma de viajar aliada ao bem-estar, o Slow Travel: a arte de viajar com plena consciência, sem pressa! Viaje com o tempo, sem pressa, com a liberdade de escolher o que quer ver e fazer.

Compartilhe este artigo e espalhe um pouco de bem-estar ao seu redor!

2 respostas

  1. Quando se viaja com crianças, é quase que obrigatório adotar um estilo Slow Travel de viajar. Mas depois da pandemia, acredito que vamos apreciar cada momento dentro e fora de casa, afinal, temos que celebrar a vida né?!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Olá! Eu sou a Luana Lopo, sou uma baiana completamente apaixonada por viagens.

    Compartilho nas minhas redes sociais (@viagemecura) e aqui no blog minhas experiências de viagem ao redor do mundo, incentivando outras pessoas realizarem a viagem dos sonhos. Compartilho ainda o meu dia a dia e o meu lifestyle.

    Leia mais

  • Reserve pelo TripAdvisor

  • Baixe o ebook gratuito Viajando Sozinha

    capa de um ebook sobre viajar sozinha, foto de uma mulher de costas em uma cachoeira em tons terrosos e título do livro em cores também terrosas
  • Booking.com