Machu Picchu roteiro

Viagem para Machu Picchu: roteiro completo

Para que sua viagem seja bem aproveitada, é preciso planejar cada coisa que você vai fazer. Contudo, é verdade que esse processo é um pouco chato. Afinal de contas, demanda muito trabalho e é cansativo. Então, para facilitar um pouco esse ponto para você, no artigo de hoje, iremos dar algumas dicas de viagem para Machu Picchu, com elas você vai montar seu roteiro completo. Vai viajar para Machu Picchu e quer aprender esse roteiro? Então não deixe de conferir!

Fazer uma viagem para Machu Picchu é alvo de desejo de muitas pessoas, e não é para menos. É muito mais que apenas uma viagem. É uma experiência farta de muita sabedoria, conhecimento e cultura. Contudo, é preciso se programar para que a viagem saia como o esperado. E, hoje, vamos montar um roteiro para Machu Picchu!

Você está planejando fazer uma viajar sozinha?! Leia também o Guia completo para te ajudar a planejar a sua viagem solo!

Sobre Machu Picchu

A sua pesquisa deve se iniciar em como é o local. Independente do lugar que você vai viajar, a cultura é diferente, e isso acontece até com viagens nacionais. Portanto, antes de fazer uma viagem para Machu Picchu, você precisa obter alguns conhecimentos sobre o local.

Em suma, o local também pode ser chamado de “cidade perdida dos Incas”. Contudo, trata-se de uma cidade pré-colombiana, que é muito bem conservada, sendo esse o principal motivo de receber vários turistas.

Machu Picchu fica localizada no topo de uma montanha, o que deixa tudo ainda mais bonito. A montanha possui cerca de 2.400 metros de altitude. Ademais, ela fica no vale do Rio Urubamba, atual Peru.

Estima-se que a cidade tenha sido construída no século XV, por volta de 1420 e esse é motivo pelo qual o local respira cultura. Fora isso, Machu Picchu com certeza é o símbolo mais típico e conhecido acerca do império Inca.

Contudo, não podemos deixar de falar que apenas 30% do local é de construção original. O restante teve de ser reconstruído. Hoje, o local é considerado um patrimônio mundial da UNESCO e é o ponto turístico mais visitado do Peru.

Economizar nunca é demais, né?! E já imaginou economizar bastante no seu transporte até o destino sonhado?! Leia também os posts:

Onde achar passagens aéreas baratas: Google Flights Voos

Passagem barata de ônibus: Buser e FlixBus

Como Ganhar Milhas aéreas

Como Machu Picchu foi construída?

Até hoje muito se especula como uma sociedade tão “primitiva” conseguiu fazer uma construção tão grandiosa quanto essa. É até um pouco difícil acreditar que o local remete ao século XV, já que tudo é muito bem construído, sendo que na época não havia tanta tecnologia.

São várias teorias a respeito da fundação, contudo, a mais aceita é a que afirma ser um assentamento construído com a finalidade de observar a economia das regiões conquistadas. Ademais, o propósito da construção era de refugiar o soberano Inca.

No entanto, esse era um plano secreto. Fora isso, também se pretendia refugiar o séquito mais próximo do soberano Inca, no caso de guerras ou ataques. A cidade é toda formada de pedras, e foi construída no alto de um istmo.

O solo das áreas também são trabalhadas e possuem um sistema de drenagem, que consiste em capas de pedra trituradas e rochas para evitar o empoçamento. Então, mesmo sem as tecnologias que possuimos hoje em dia, Machu Picchu foi muito bem construída.

Além disso, calcula-se que 60% de todo o esforço da construção de Machu Picchu se concentrava em fazer as cimentações sobre as terras que já haviam sofrido de terraplanagem com cascalho, devido ao sistema de drenagem.

Vai fazer um mochilão na América do Sul? Leia também o post Deserto do Atacama e Salar de Uyuni – um roteiro para quem ama a natureza.

 

Por que visitar Machu Picchu?

Primeiro porque todo o local possui uma paisagem sem igual. Ainda que você já tenha ido visitar o Peru, saiba que a ambientação é completamente diferente. Não é nada do que costuma ser as demais cidades do país.

Ademais, outro motivo pelo qual você precisa conhecer esse local é devido ao fato de fazer parte da nossa história. O império Inca foi muito importante para o descobrimento de coisas que usamos até os dias de hoje, como o sistema de numeração decimal posicional.

Então, não seria interessante conhecer como essa população vivia? Machu Picchu é um ótimo local para quem ama história! Fora isso, a arquitetura e a natureza são de tirar o fôlego! Vale muito a pena ir visitar o lugar.

Ademais, há outras coisas que você vai amar conhecer. O local possui uma cultura gastronômica bem diferente, muitos lugares para fazer caminhadas e até ufologia.

Fora isso, pelo fato de Machu Picchu ficar no Peru, viajar para lá não é tão difícil, se você estiver no Brasil. Chegar lá é um pouco fácil, já que existem alguns ônibus que vão para lá! Fora isso, caso prefira, também há a possibilidade de ir de carro.

Dessa forma, você acaba aproveitando uma viagem maravilhosa, mas sem deixar de economizar. Em comparação com outros locais, com certeza viajar para o Peru é mais barato.

Você gostaria de ter mais experiências incríveis nas suas viagens e torná-las ainda mais significativas? Leia também o post Como ter uma experiência de viagem única.

Roteiro para Machu Picchu

Você pode fazer uma viagem para Machu Picchu e conhecê-lo em apenas um dia, caso queira. Ainda que o local seja bem extenso, se você chegar cedo, é bem provável que em único dia você conheça todo ele. Contudo, você pode dar um upgrade na sua visita, né?

Há alguns lugares bem próximos a Machu Picchu do qual também valem a pena a sua visita. Portanto, nos tópicos seguintes, iremos considerar um roteiro do qual você também irá conhecer locais bem próximos ao seu destino.

Vai conhecer o Peru? A gastronomia é um ponto bem importante de uma viagem. Por isso, descubra as comidas típicas do Peru.

Cusco

Machu Picchu pertence ao Departamento de Cusco, no Peru. Cusco, por sua vez, é a atual capital regional e antiga capital dos Incas. Então, você pode aproveitar para ter uma prévia do que irá acontecer ao chegar viagem para Machu Picchu.

Cusco fica a mais de 3.400 metros de altitude e, fora isso, ela também é circundada por enormes montanhas. Ao pousar no local, você já vai sentir uma grande diferença no clima. 

Logo que recomendo tirar um dia inteiro para aclimatar, ou seja, minimizar os efeitos da altitude no corpo e se acostumar a ela. Durante esse dia fique mais no hotel e evite realizar qualquer esforço físico. Acredite, você vai precisar de todo esse vigor mais tarde. 

Além disso, em praticamente todos os hotéis você encontrará o tradicional chá de coca que te ajudará no soroche (mal estar causado pela altitude).

Dentre os locais interessantes que você pode visitar em Cusco, podemos citar:

  • Plaza de Armas;
  • Mercado de San Pedro;
  • Restaurante com típicos pratos peruanos.

Vale Sagrado dos Incas

Ir conhecer Machu Picchu sem passar pelo Vale Sagrado dos Incas não é uma experiência completa. Então, esse local deve fazer parte do seu roteiro. O Vale é literalmente a coisa mais original de toda a cultura andina.

Mas, antes de visitar, você precisa separar roupas bem confortáveis, pois a caminhada é bem grande. O local é formado por lindas montanhas, campos de plantações e rios gelados. No mirador de Taray, por exemplo, você pode aproveitar a vista mais privilegiada da região.

Em Pisac, você tem contato direto com os artesãos andinos. Lá, tem uma feirinha do qual você pode comprar algum item para recordação. Objetos de cerâmica, joias de prata, temperos e várias outras coisas do gênero podem ser encontradas lá.

Em Urubamba, há um pequeno vilarejo com cerca de 2.500 moradores. Lá, além de conhecer aquela cultura, você pode aproveitar e experimentar alguns dos melhores pratos do Peru. Em Ollantaytambo, há várias ruínas, que mostram quanto o império Inca era incrível na engenharia.

Todo esse trajeto pode ser feito em único dia, apenas caminhando. Então, como você pôde perceber, é uma caminhada bem longa, por isso é essencial estar com roupas confortáveis.

Machu Picchu

Finalmente a tão esperada hora de conhecer Machu Picchu! A aventura vai começar antes mesmo de chegar no local já que a subida em zigue-zague é capaz de arrepiar qualquer um. Todo o passeio é guiado, o que irá facilitar muita coisa.

Então, sempre que você sentir alguma dúvida, é só fazer a sua pergunta que com certeza ela será respondida. Ademais, em Machu Picchu, você pode percorrer por cada tanto do lugar. Portanto, mantenha a sua câmera a postos, porque você vai precisar!

Machu Picchu pode ser dividido em duas grandes áreas: agrícola e urbana. Cada uma possui características específicas, e saber quais são pode poupar muito tempo.

Área agrícola: formada em especial por terraços e recintos de armazenagem de alimentos. Nessa área, você vai ter uma noção de como era o dia a dia dos Incas.

Área urbana: voltada para a “zona sagrada”. Lá, concentram-se os templos, praças e mausoléus reais. Nessa parte, você consegue ter um contato maior com a cultura e arquitetura.

Ademais, a disposição dos prédios e o exímio trabalho dessa antiga civilização é sem igual. No meio das montanhas, os templos, casas e cemitérios estão distribuídos de maneira organizada, o que abre espaço para as escadarias.

No entanto, há um motivo para toda essa distribuição. De acordo com a história inca, as coisas eram planejadas desse modo para dar passagem ao deus sol.

Conclusão

Esse foi o nosso roteiro de viagem para Machu Picchu que montamos para você. É claro que você pode optar apenas por ir direto ao local. Contudo, para possuir uma experiência completa, é interessante que você explore os arredores.

Ademais, antes de ir, você deve conferir qual o período mais adequado. De maio a outro, a época é mais seca, sem chuvas. Entre junho, julho e agosto, é alta temporada, e tende a ficar bem cheia, mas o clima é seco.

De novembro a fevereiro, no entanto, é a época em que há mais chuvas. Então, para obter uma melhor experiência, é melhor que você procure ir em outra data.

Se você está planejando uma viagem e quer um Roteiro de Viagem Personalizado, contrate uma personal Travel Desgin. Quer saber mais?! Leia o post Roteiros Personalizados!

Por fim, você ainda ficou com alguma dúvida? Comenta aqui embaixo ou aproveite e compartilhe a sua experiência. Vou adorar saber mais.

Enfim, se quiser conferir outras dicas sobre praias de nudismo e praias naturistas no Brasil, ou quer saber mais sobre outros destinos nacionais e internacionais, deixe o seu comentário aqui embaixo. Quem sabe este pode ser o próximo post, não é?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Olá! Eu sou a Luana Lopo, sou uma baiana completamente apaixonada por viagens.

    Compartilho nas minhas redes sociais (@viagemecura) e aqui no blog minhas experiências de viagem ao redor do mundo, incentivando outras pessoas realizarem a viagem dos sonhos. Compartilho ainda o meu dia a dia e o meu lifestyle.

    Leia mais

  • Reserve pelo TripAdvisor

  • Baixe o ebook gratuito Viajando Sozinha

    capa de um ebook sobre viajar sozinha, foto de uma mulher de costas em uma cachoeira em tons terrosos e título do livro em cores também terrosas
  • Booking.com