kyoto templos

O que fazer em Kyoto no Japão: principais templos

Um dos destinos mais procurados no Japão é Kyoto. E não é de se surpreender: talvez nenhuma cidade no Japão tenha tantas atrações turísticas! Por isso, eu separei para vocês que querem saber o que fazer em Kyoto no Japão, os principais templos.

Os principais pontos turísticos de Kyoto são templos e santuários. Alguns dos mais famosos e mais antigos templos do Japão estão lá.

Além disso, cada um tem a sua própria característica, tornando a cidade tão especial. 

Porém, nem todos os templos de Kyoto são abertos aos visitantes. Por isso, faremos uma lista abaixo de todos os templos que você poderá visitar.

Mas não se prenda somente aos templos e santuários, senão, a sua viagem pode se tornar repetitiva e cansativa. Que tal provar também a culinária japonesa?!

1- Arashiyama Bamboo Groove

Apesar de não ser nenhum templo, não deixa de ser um ponto turístico muito interessante que você deveria conhecer ao visitar Kyoto! 

Esse ponto virou um dos lugares mais visitados porque se trata de uma floresta de bambus. Apesar de não ser muito grande, é bem diferente de provavelmente tudo o que você conhece. Além de ser muito bonita, é claro!

O local traz paz e tranquilidade, especialmente quando começa a ventar e os bambus começam a balançar. A brisa e o som que eles fazem são capazes de te transportar para outro lugar.

Se você já tiver conhecido alguns templos, essa é uma opção divertida de passeio e um pouco diferente.

Na entrada da floresta existe um pequeno comércio. Portanto, se você quiser comer alguma coisa, poderá fazer uma parada estratégica.

Aproveite também para tirar algumas fotos com as mulheres que ficam fantasiadas de gueixas bem na entrada da floresta!

Ah, e você não precisa pagar para conhecer o parque. Portanto, aproveite!

2- Eikan-do Temple

O Eikan-do Temple é um dos templos mais famosos de Kyoto. Ao chegar lá, você também pode ouvir com o nome de Zenrin-ji Temple. 

Todo o espaço foi criado com muitas edificações e plantações. Há uma porção de jardins ao redor dos templos. 

Durante à noite, ele fica todo iluminado. O efeito causado pela iluminação ficou tão bonito que começou a atrair pessoas de todas as regiões para conhecer o local.

A maior parte do templo foi construída com madeira. Você poderá visitar quase todas as salas – e dizemos quase porque algumas delas estão fechadas ao público, já que a estrutura se encontra um pouco mais fragilizada.

Não se esqueça de que antes de entrar no templo, é necessário tirar os sapatos! Além disso, o valor de entrada é de 600 yens. Isso dá aproximadamente R$29 reais na cotação de janeiro de 2022.

3- Fushimi-Inari-Taisha Shrine

Esse é um dos santuários mais visitados em Kyoto, não só por turistas de todos os países, mas também pelos próprios japoneses. É um dos lugares mais bonitos da cidade. 

A cultura japonesa é politeísta, o que significa que acreditam em diversos deuses. Este templo foi construído em homenagem ao deus do arroz e saquê, uma bebida alcoólica produzida a partir da fermentação do arroz.

Todo o santuário possui milhares de toriis, que na cultura japonesa, significam portais xintoístas. E como eles possuem uma coloração bem viva, atraem muitos olhares curiosos dentro do templo.

Além disso, não estranhe se você encontrar uma porção de estátuas de raposas espalhadas pelo santuário. Na cultura japonesa, esse animal é o representante dos mensageiros de Deus. Por isso, há várias estátuas por lá.

E se você quiser dar uma volta além do santuário, vale a pena conhecer a montanha que tem logo atrás. 

O caminho é um pouco longo. Afinal, você precisará subir uma trilha para chegar à montanha. Além disso, não há muitos turistas lá.

Por isso, é uma opção para quem quer passear na natureza com mais calma e mais silêncio.

Da montanha, você terá acesso a alguns mirantes, de onde terá uma vista privilegiada não somente deste santuário, mas de muitos outros da região. Vale a pena esticar um pouquinho mais a sua viagem.

4- Maruyama Park Em Kyoto

Construído no final do século XIX, o Maruyama Park é um dos mais antigos e mais belos parques de Kyoto. Ele foi construído mais precisamente em 1886.

E fica a dica: se você puder viajar em abril, poderá apreciar o espetáculo natural das cerejeiras florescendo no Japão.

Na verdade, não existe época ruim para conhecer o local. Durante a primavera, o parque é agraciado pela beleza das cerejeiras. Durante o outono, as folhas secas e coloridas transformam o parque em um misto de cores.

Dentro do parque existem ainda alguns locais que oferecem pratos típicos do Japão. Se você quiser fazer uma paradinha, poderá provar um pouco da culinária local e saborear um bom chá.

Além disso, bem próximo ao parque fica o Santuário Yasaka. Então, você poderá aproveitar os dois lugares em um único passeio!

O parque é bem amplo e conta com mais de 800 árvores e plantas no local. É um passeio que você não pode deixar de fazer.

Todos os dias ele abre cedo e não tem horário para fechar. Você poderia visitar até mesmo aos finais de semana e feriados.

Não há dúvidas de que há muito o que se conhecer no Japão, especialmente porque a cultura oriental difere em muitos aspectos da nossa.

E você, gostaria de conhecer o Japão, uma das ilhas mais incríveis do mundo? Saiba que para entrar lá, você precisa obrigatoriamente portar o seu visto. 

Ainda não tem o seu? É só acessar aqui para descobrir como solicitar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Olá! Eu sou a Luana Lopo, sou uma baiana completamente apaixonada por viagens.

    Compartilho nas minhas redes sociais (@viagemecura) e aqui no blog minhas experiências de viagem ao redor do mundo, incentivando outras pessoas realizarem a viagem dos sonhos. Compartilho ainda o meu dia a dia e o meu lifestyle.

    Leia mais

  • Reserve pelo TripAdvisor

  • Baixe o ebook gratuito Viajando Sozinha

    capa de um ebook sobre viajar sozinha, foto de uma mulher de costas em uma cachoeira em tons terrosos e título do livro em cores também terrosas
  • Booking.com