terça-feira, 9 de agosto de 2022 - 09/08/2022 01:12:01
Viagem e Cura

Foz do Iguaçu é um dos destinos mais cobiçados da América do Sul. A cidade se encontra numa posição geográfica extremamente privilegiada no que diz respeito a atrativos turísticos. Por isso, nesse post vamos explorar os lugares turísticos de Foz do Iguaçu, bem como de seus arredores e selecionar o que vale ou não a pena para diferentes perfis de viajantes. Boa leitura.

Inicialmente, é de conhecimento comum que Foz do Iguaçu está localizada na região das cataratas homônimas, o que por si só já torna a região um lugar interessante.

 No entanto, a cidade paranaense ainda está localizada na tríplice fronteira, fazendo divisa com a Argentina (sendo os países divididos por essa que é uma das sete maravilhas da natureza) e com o Paraguai (divididos pela Ponte da Amizade que se ergue sob o rio Paraná). 

Sendo assim, mais do que a possibilidade de se encantar com um dos cenários naturais mais importantes do mundo, já que é considerado uma das sete maravilhas da natureza, ainda é possível sentir aquele gostinho que todos amam, qual seja, visitar vários países ao mesmo tempo. 

Dessa forma, vamos explorar os lugares turísticos de Foz do Iguaçu em três sessões diferentes divididas entre cada um dos países. 

lugares turísticos de Foz do Iguaçu

Vai fazer uma viagem internacional? Leia também o post Viagem ao Exterior: 5 Reservas Importantes Para Fazer

O que este artigo aborda:

Foz do iguaçu e seus pontos turísticos do lado brasileiro

A rigor, uma viagem para Foz do Iguaçu, especificamente, percorreria apenas o lado brasileiro da região. Uma vez que, as cataratas ficam localizadas na cidade paranaense homônima. 

Foz, para os íntimos, é uma típica cidade de médio porte do interior do Brasil que possivelmente não renderia atenção turística se não pelos seus arredores de tirar o fôlego.

Contudo, é possível curtir alguns dias agradáveis na cidade, entre um e outro passeio à natureza ou ao exterior. 

Avenida Brasil

A Avenida Brasil em Foz do Iguaçu detém a maior concentração de bares, lanchonetes, restaurantes, lojinhas de souvenires (assim como barracas de rua) que se aproveitam do fluxo de turistas que invade a cidade todos os anos. É um bom lugar para quem quer se refrescar com uma cerveja ou com uma refeição rápida após um dia de trilhas. 

Cultura e gastronomia

Uma das coisas mais interessantes sobre Foz do Iguaçu é que ali está uma das maiores comunidades árabes do Brasil, bem como da América Latina. 

Dessa maneira, a presença da cultura árabe se faz marcante em vários momentos na cidade, abrigando seus maiores tesouros culturais. 

Além disso, em Foz do Iguaçu é possível encontrar diversas mesquitas. Inclusive, a principal delas, a Mesquita Central Omar Ibn Al Khatab é aberta para visitação.

Para aqueles que querem conhecer a Mesquita, devem saber que o horário de funcionamento é  de segunda a sexta, das 9 às 11:30 e das 14 às 16:30. 

A entrada é gratuita e deve-se observar algumas regras de etiqueta da cultura islâmica, como o uso de calças compridas (nenhum traje que mostre os joelhos) e a utilização de um lenço cobrindo rosto e cabelos por parte das mulheres. 

Porém, não é necessário se preocupar com os trajes, os próprios funcionários irão gentilmente convidar o visitante ao uso de uma roupa mais adequada à ocasião e podem até emprestar peças. Contudo, quando estamos visitando e conhecendo uma cultura completamente diferente da nossa, devemos respeitar e nos adequar a seus costumes.

Além disso, a cultura árabe também se faz presente nos muitos restaurantes de temática árabe espalhados pela cidade. A região da mesquita é um bom lugar para se deliciar com iguarias sírias e libanesas, como esfihas, quibes, sanduíches de falafel, dentre tantos outros.

Aqui, é irresistível a recomendação do restaurante Castelo Libanês, com um cardápio riquíssimo, espaço requintado e comida de primeira qualidade. 

Lugares turísticos em Foz do Iguaçu – melhores pontos turísticos na Natureza 

Parque das aves

É claro que o principal ponto turístico de Foz do Iguaçu são as cataratas, mas nem só delas é feito o cenário natural da região. 

A cidade de Foz fica nas margens do Parque Nacional do Iguaçu, dedicado à preservação dos rios, da fauna e da flora do local. 

Nesse sentido, o parque das aves é uma atração interessante. Dedicado a preservação de dezenas de espécies de pássaros nativos, funciona, para os turistas, como uma espécie de zoológico onde se pode contemplar de maneira mais imersiva o habitat desses animais e admirar sua beleza. 

Quer agendar os melhores passeios em Foz do Iguaçu e ainda ajudar o blog?! Reserve seus passeios por um de nossos parceiros: a civitatis.

Usina Hidrelétrica de Itaipu

Quem tem sensibilidade ecológica mais apurada não vai gostar de ver uma usina hidrelétrica listada nas atrações naturais. 

O detalhe é que em Itaipu é possível observar toda a magnitude do que natureza e seres humanos são capazes de fazer. 

Não à toa, essa usina é responsável por praticamente toda a energia elétrica utilizada no Paraguai e uma grande porcentagem do que consumimos no Brasil. 

A visita pode se dar tanto do lado brasileiro como paraguaio e é gratuita. O visitante será acompanhado por um guia que explicará qual o funcionamento dos equipamentos e estruturas gerais que mantêm o espaço em funcionamento. 

Cataratas do Iguaçu: lado brasileiro

As Cataratas do Iguaçu são consideradas uma das sete maravilhas da natureza, sendo o principal ponto turístico da cidade de Foz do Iguaçu.

Para chegar até a entrada do Parque Nacional, o turista precisará se deslocar por aproximadamente 20 quilômetros do centro da cidade. 

Dessa forma, você poderá chegar até as Cataratas do Iguaçu de carro próprio (ou alugado), de ônibus, táxi ou, ainda, de carro de aplicativo de viagens.  

Caso você esteja em uma viagem de baixo custo e decida utilizar o transporte público, existem diversos ônibus que saem diariamente do terminal urbano de transportes públicos (também é de lá que saem ônibus para fora do país).

Contudo, pegar um táxi “em lotação” pode ser uma ideia melhor do que ir de ônibus, seja pelos valores, seja pela agilidade. 

O parque cobra ingressos em valores diferenciados para pessoas da região, brasileiros residentes, habitantes do Mercosul e, por fim, estrangeiros. Na portaria é possível contratar por valores extras toda uma série de atividades, desde passeios de barco até mais próximos a catarata, até trilhas com diferentes panoramas do cenário. 

Contudo, cuidado, as matas são repletas de animais como macacos e quatis que já renderam acidentes com visitantes, seja o roubo de pertences até ferimentos. 

Recomenda-se chegar ao parque cedo, logo pela manhã, para aproveitar ao máximo e com calma a natureza e cenários do local. Porém, é perfeitamente possível combinar uma visita às cataratas e ao parque das aves no mesmo dia. 

Pontos turísticos Alternativos em Foz do Iguaçu

O marco das três fronteiras

Como o próprio nome diz, essa atração pode ser visitada pelos três países que dividem fronteira na região. 

O lado brasileiro conta com uma grande roda gigante e está um pouco afastado do centro da cidade de Foz do Iguaçu, enquanto o argentino é mais discreto, pitoresco e está a uma curta caminhada do centro de Puerto Iguazu. 

Já o lado paraguaio fica afastado de Ciudad del Este e não tem muita estrutura por enquanto. No entanto, uma nova ponte está sendo construída ligando Brasil e Paraguai nesse ponto, prometendo uma nova integração entre esses dois países.

Lugares turísticos em Foz do Iguaçu – Conhecer o lado Argentino

Ao atravessar para a Argentina chegaremos a pacata cidade de Puerto Iguazu. 

Ali, imediatamente, teremos o indicativo de que cruzamos do Brasil para território argentino. Bem menos urbana que Foz, com mais aspecto de vilarejo turístico, Puerto Iguazu é um excelente destino enogastronômico. 

Ou seja, aqui uma das dicas mais importantes para amantes de vinhos, alfajores e dos cortes de churrasco argentinos é se esbaldar entre essas delícias. 

Para comprar vinhos de todas as regiões da Argentina com preços muito mais convidativos do que os encontrados no Brasil, a dica é seguir até a Caminos ou a Iguazu Wine Boutique, duas instituições respeitadas. 

Existem outros endereços que podem ser, talvez e não necessariamente, até mais baratos, mas o profissionalismo e cuidado com a preservação da bebida é diferente nesses dois endereços. 

Para saborear carnes argentinas a preço razoável, a feirinha de Puerto Iguazu tem restaurantes agradáveis para uma cerveja, um vinho e petiscos ou refeições dos maravilhosos cortes argentinos. 

Ali também é um bom lugar para adquirir alfajores de diversas marcas e sabores. 

A Argentina, como um todo, possui grande admiração pelo doce de leite e esses sabores são alguns dos mais concorridos. 

Por fim, na feirinha há barracas com muitos outros produtos, de queijos e nozes, mas destaca-se também as azeitonas recheadas com toda uma infinidade de sabores, servidas para consumo imediato ou em potes que podem ser transportados na mala. 

Pandemia de Covid19 e entrada na Argentina

Em efeito da pandemia de covid 19, a Argentina exige atualmente de todo turista estrangeiro uma declaração jurada e a comprovação de um seguro saúde com cobertura para o coronavírus. Porém, para permanências de até 48 horas na região de Puerto Iguazu, esse protocolo se torna dispensável. 

Sendo assim, se for seguir viagem adiante em território argentino, mesmo que em pouco tempo, vale a observância das regras que podem acarretar sanções legais no país a quem descumprir. 

Cataratas do Iguaçu: como é visitar o lado argentino

Seguindo pela estrada (Carretera) 101 que também leva ao aeroporto, chega-se à entrada do parque argentino de reserva das cataratas do Iguaçu. 

Assim como acontece no Brasil, o ingresso tem valores diferenciados para locais, nacionais, membros do Mercosul e estrangeiros. 

A visita às cataratas argentinas começa num passeio de trem dividido em três estações, que levam da entrada do parque até algumas trilhas e moradores até chegar, enfim, na garganta do diabo, o ponto mais agudo das quedas. 

Lado argentino ou brasileiro das Cataratas do Iguaçu, qual escolher? 

A grande diferença entre visitar as cataratas pelo lado brasileiro ou argentino é a perspectiva pela qual se observa as quedas. 

Inicialmente, é importante destacar que as visitas são totalmente complementares e que é proveitoso ver tanto um lado quanto o outro.  

Contudo, não é proveitoso em questão de tempo tentar encaixar as duas visitas em um mesmo dia. 

Então, antes de mais nada, se pretende visitar os dois lados, reserve dois dias para o passeio.

Além disso, podemos destacar a diferença que cada um dos passeios nos oferece. 

As cataratas são formadas no Rio Iguaçu que divide os dois países, mas oficialmente elas já estão em território argentino. 

A grande vantagem de visitá-las pelo lado dos nossos hermanos é a chance de chegar imediatamente sobre a garganta do diabo e admirar a sua opulência por cima. 

Ali, tem-se a sensação incrível de pertencer àquela exuberância ainda que por alguns minutos. Os outros mirantes, acessíveis por trilhas, dão uma perspectiva mais do alto e mais debaixo das cataratas. 

Entretanto, a não ser no deck que dá acesso direto à garganta do diabo, os mirantes do lado argentino a permitem observar de mais longe.

Já do lado brasileiro tem-se a desvantagem de, em nenhum momento, se chegar tão próximo e de maneira tão “integrada” às principais quedas, mas há a vantagem de poder contemplá-las de frente, alcançando um ângulo total de visão delas. 

Aqui, o principal deck está quase no nível do rio, na parte baixa das cataratas, mas a uma distância curta o suficiente para um panorama geral. 

Você já ouviu falar de seguro viagem internacional. Mas descubra se é preciso seguro viagem em uma viagem pelo Brasil.

Pontos turísticos de Foz do Iguaçu – Conhecer o Lado Paraguaio

O Paraguai não é margeado diretamente pelo rio Iguaçu e, portanto, não é banhado pelas cataratas. 

O grande atrativo de Ciudad del Este, uma das principais cidades paraguaias acessíveis a uma curta travessia da Ponte da Amizade, como todos sabemos, são seus inúmeros shoppings, barracas de rua e feirinhas que vendem a preços convidativos os mais variados tipos de produtos, de eletrônicos a perfumaria, passando por vestuário e outros. 

É de longa data que os brasileiros se reúnem em excursões ou vão por contra própria para saciar a ânsia do consumismo em Ciudad del Este. 

No entanto, com a queda do poder de compra do real em relação a outras moedas internacionais, as compras no Paraguai deixaram de ser tão vantajosas para os brasileiros.

 É possível, contudo, achar bons preços e o necessário é garimpar e ter em mãos as melhores possibilidades de cotação.

Para se informar sobre o câmbio de Reais para Guaranis, a moeda paraguaia, uma boa ideia é estar atento ao Instagram instacota.cde. 

Eles fazem um levantamento diário de como está a troca de moedas em diversas casas de câmbio espalhadas tanto por Foz do Iguaçu, quanto por Ciudad del Este, destacando as melhores e piores cotações do dia. 

Dessa forma, o viajante já estará informado de onde buscar fazer suas trocas. Vale destacar que uma boa cotação é fundamental para que o valor final das compras se torne vantajoso. 

Ciudad del Este

Ciudad del Este possui uma estrutura um pouco diferente do que o brasileiro médio estará acostumado. 

Os muitos anos de atraso econômico do Paraguai fizeram com que o desenvolvimento estrutural do país só fosse começar a se dar de fato neste século. 

Portanto, é possível que alguns considerem o lado paraguaio um tanto quanto caótico ou perigoso. 

Todavia, o indicado é apenas que o visitante tenha as atenções normais que se deve ter em qualquer lugar cheio no mundo.

Em outras palavras, Ciudad del Este não vai ter oferecer mais ou piores riscos do que uma 25 de março em São Paulo ou outras grandes alamedas comerciais das principais cidades brasileiras. 

Ainda, é importante salientar que os produtos vendidos em shopping center são originais. A fama de falsificadores que preconceituosamente toma o Paraguai vem dos produtos da rua. Ou seja, realmente não há grandes diferenças hoje em relação às compras no Brasil. 

Afinal: o que há de melhor em Foz do Iguaçu e região?

Como apresentado, Foz do Iguaçu não é apenas uma cidade turística, mas um complexo regional atraente para vários públicos, gostos e bolsos.

E ainda, suas atrações turísticas vão muito além das famosas cataratas, como podemos ver aqui no post. 

Seja na própria cidade de Foz e sua elegância urbana, com avenidas largas e longos trechos arborizados, sua cultura rica, especialmente pela influência árabe. 

Ou quem sabe no charme rústico da argentina Puerto Iguazu e seus barzinhos com música ao vivo, sua feirinha de produtos típicos e suas lojas de vinho.

Talvez o destaque esteja na megalomania de Ciudad del Este, cheia e intensa, com pessoas ávidas por compras.

Ou seja, enfim, assistindo ao inigualável espetáculo natural de uma das quedas d’água mais impressionantes do planeta, Foz do Iguaçu tem pontos turísticos variados que valem a visita, a estadia e um lugar eterno na sua memória. 

O conteúdo "Os melhores lugares turísticos de Foz do Iguaçu" foi feito por Luana Lopo e distribuído por Viagem e Cura na categoria Destinos em . Conteúdo atualizado em .

1

Pode ser do seu interesse

Quais são as melhores cidades do Ceará para visitar?

Quais são as melhores cidades do Ceará para visitar?

O que significa Albergue

O que significa Albergue

Conheça as vantagens de ter cidadania europeia e saiba como fazer para conseguir a sua

Conheça as vantagens de ter cidadania europeia e saiba como fazer para conseguir a sua

O que conhecer em Maragogi

O que conhecer em Maragogi

Restaurantes românticos em São Paulo

Restaurantes românticos em São Paulo

Passeios grátis em São Paulo em 2022

Passeios grátis em São Paulo em 2022